Métodos Aplicados

  Vídeos   Facebook da Trovisca

Métodos Aplicados

OZONOTERAPIA

A ozonoterapia é uma terapia que recorre ao ozono - uma molécula composta por três átomos de oxigénio (O3). Facilmente assimilado pelo corpo humano, a molécula extra de oxigénio presente no ozono separa-se, deixando apenas o O2 que é a forma molecular presente no ar que respiramos. Esta separação do ozono permite, em simultâneo, elevados processos de oxigenação e de oxidaçãoi, que se revelam eficazes no tratamento de uma enorme variedade de patologias. Começou a ser utilizado durante a 1ª Guerra Mundial para curar as feridas de guerra. Ao tratar os feridos com ozono, a infeção desaparecia, as feridas cicatrizavam mais depressa e a dor diminuía.

 

 

 

EFEITOS BENÉFICOS PARA O ORGANISMO:

 

 

 

OXIGENANTE: Aumenta a capacidade do sangue para absorver e transportar maior quantidade de oxigénio, melhorando as funções circulatórias e celulares em geral.

 

 

REVITALIZANTE: Demonstrou-se a sua capacidade para promover a recuperação funcional de numeros pacientes afetados por doenças degenerativas.

 

 

ANTIOXIDANTE (elimina radicais livres): É o único meio conhecido, actualmente, capaz de estimular todas as enzimas celulares antioxidantes encarregadas da eliminação de radicais livres.

 

 

IMUNOSSUPRESSÂO: É capaz de estimular as defesas imunológicas em pacientes com Imunossupressão ou doneças auto-imunes.

 

 

REGENERADOR: Promove a regeneração dos tecidos, da qual resulta uma grande utilidade na cicatrização de lesões e ulcerações de diversos tipos, na regeneração das articulações e na medicina estética.

 

 

ANALGÉSICO E ANTI-INFLAMATÓRIO: A aplicação do gás de Ozono neutraliza os medidores da sensação dolorsa.

 

 

GERMICIDA: Inativa e elimina todo o tipo de micro-organismos patológicos, tais como bactérias, fungos e vírus.

 

 

 

ALGUMAS PATOLOGIAS TRATÁVEIS COM OZONOTERAPIA

 

 

Aparelho Locomotor:

- Artroses

- Artrite Reumatoide

- Bursites e Tendinites

- Fibromialgia Reumática

- Hérnia Discal

- Estenoses do canal

- Síndrome do Túnel Cárpico

 

Aparelho Cardiovascular

- Varizes e Úlceras Varicosas

- Pé Diabético

- Tromboflebites

- Claudicação Intermitente

- Insuficiência Venosa e Linfedema

- Rutura de Capilares

- Cardiopatia Isquémica

 

Aparelho Digestivo:

- Hepatite Virica (B e C)

- Colite Ulcerosa

- Doença de Crohn

- Fístulas Perineais

- Hemorroidas

- Proctites

- Ulceras Gástricas

 

Otorrinolaringologia:

- Amigdalite Crónica

- Faringite Infecciosa

- Síndrome Vestibulococlear periférico

Neurologia:

- Cefaleia Vascular

- Depressão

- Dor de cabeça

- Doença de Parkinson

- Demência Senil

- Arteriosclerose Cerebral

- Alzheimer

 

Ginecologia:

- Vulvovaginites de repetição

- Infecções génito-urinárias

- Abcessos de mama

 

Geriatria:

- Cansaço e fadiga crónica

- Perda de memória

 

Oftalmologia:

- Glaucoma de ângulo aberto

- Neuropatia ótica

- Degeneração macular senil

 

Estética e Dermatologia:

- Celulite

- Acne

- Micoses

- Queimaduras

- Cicatrizes

- Psoríase

- Mucosites

 

 

 

CONTRA-INDICAÇÕES:

 

 

- Deficiência de glucose-6-fosfato desidrogenase

 

- Hipertiroidismo tóxico

 

- Trombocitopenia menor que 50.000 e distúrbios de coagulação grave

 

- Instabilidade cardiovascular grave

 

- Intoxicação alcoólica aguda

 

- Infarto do miocárdio agudo

 

- Hemorragia maciça e aguda

 

- Durante estado convulsivo

 

- Hemocromatose

 

- Em pacientes que recebem tratamento com cobre ou ferro

 

 

Voltar
NEWSLETTER  l  POLÍTICA DE PRIVACIDADE Copyright @ 2013 INOVAnet,lda. Todos os direitos reservados.