Métodos Aplicados

  Vídeos   Facebook da Trovisca

COMO PREVENIR O CORONAVÍRUS? (COVID-19)

05-03-2020

covid

 

 

Os casos de coronavírus têm vindo a subir cada vez mais, e os cientistas têm realizado grandes esforços para o controlar, tentando encontrar novas formas de combater as infeções. Mas apesar de se ter tornado um problema global, existem imensos passos que pode tomar para se prevenir.

 

 

Além de praticar a "etiqueta da tosse", lavar as mãos com frequência e manter a distância de outras pessoas que possam estar doentes, existem tambêm vários métodos naturais que se poderão tornar bastante úteis.

 

 

Este artigo irá estudar este vírus com a máxima atenção, para que possamos entender o que ele é, como prevenir e o que os ciêntistas têm feito não só para o conter mas também para o combater.

 

 

 

O Que é o Coronavírus?

 

 

O coronavírus (CoV) é uma grande família de vírus encontrados numa variedade de pássaros e mamíferos. Em humanos, este vírus pode causar um grande número de sintomas, desde infeções respiratórias ligeiras até doenças mais sérias como Sindrome Respiratória Aguda (SARS) ou o sindrome respiratório do oriente médio (MERS). O coronavírus de 2019 (COVID-19) é um novo tipo de coronavírus recentemente identificado em humanos.

 

 

O coronavírus é zoonótico, o que significa que podem ser transmitidos de animais para humanos. O SARS, por exemplo, acredita-se ter originado nos gatos de civeta, enquanto o MERS foi transmitido pela primeira vez pelos camelos. Tal como outras infeções respiratórias, o coronavírus também pode ser espalhado de pessoa para pessoa através do contacto com fluidos corporais tais como a saliva, sangue ou urina. De momento, os cientistas ainda não conseguiram descobrir de onde originou o COVID-19.

 

 

Até à data também não se sabe ao certo o quanto contagioso é o COVID-19. No entanto, até que uma vacina ou tratamento estejam prontos, é necessário tomar medidas preventivas contra o vírus.

 

 

Estatísticas

 

 

Agora que entendemos o que é o coronavírus, vamos observar os números.

 

- Até 5 de Março, 2020, existiam 95,748 casos confirmados de COVID-19, 80% dos quais na China.

 

- O rácio de morte do vírus é de 3,43.

 

- Existem casos confirmados em 50 países diferentes. Além da China, os países mais afetados são a Coreia, Itália, Japão e Irão.

 

- Os sintomas surgem entre 2-14 dias após a infeção.

 

- Sem que haja quarentena, estima-se que a pessoa infetada possa espalhar o vírus entre 1.5 - 3.5 pessoas.

 

- Embora o vírus possa infetar qualquer um, a taxa de mortalidade aumenta com a idade. As pessoas nos seus 50´s, por exemplo, têm uma taxa de mortalidade três vezes maior que as pessoas nos seus 40´s. Adultos mais velhos com idades acima dos 80 têm uma taxa de mortalidade de quase 20%.

 

 

 

Diagnóstico

 

 

O coronavírus pode ser diagnosticados através de um exame físico, do historial médico e através de testes de laboratório, incluindo testes sanguíneos, exames de escarro ou através da garganta. Aqueles que estiveram recentemente na China ou que entraram em contacto com algum infetado correm um risco maior de contágio.

 

 

Os sintomas do coronavírus são similares aos de outras infeções respiratórias, incluindo a gripe comum. Alguns dos sintomas mais comuns são:

 

 

- Febre
- Falta de ar
- Tosse
- Pingo no nariz
- Dor de cabeça
- Dificuldade em respirar
- Dores de garganta
- Dores no peito

 

 

Em casos mais graves, o coronavírus pode causar problemas mais sérios, tais como a pneumonia, insuficiência renal, sindrome respiratório severo agudo ou pode até levar à morte.

 

 

 

Como Prevenir

 

 

Aqui estão alguns dos passos que podem tomar para prevenir o contágio:

 

 

1. Lave as Mãos Com Frequência

 

 

Lave as mãos com regularidade utilizando água e sabão, seguido de um gel anti-bacteriano para que este ajude a matar qualquer vírus ou germe presente. Deve lavar as mãos pelo menos durante 20 segundos, antes de comer e depois de tossir, espirrar, assuar o nariz ou utilizar a casa-de-banho.

 

 

2. Mantenha a Distância

 

 

O ideal é tentar manter pelo menos três pés de distância de qualquer pessoa que esteja a tossir ou espirrar. Isto irá prevenir que respire qualquer liquido que possa conter o vírus. O vírus estar presente nos mucos libertados pela tosse e espirro.

 

 

3. Limpe e Desinfete as Superficies

 

 

Os vírus podem viver nas superfícios durante 48 horas. Lavar e desinfetar com regularidade irá ajudar a impedir que os germes espalhem.

 

 

4. Evite Tocar Nos Olhos, Nariz e Boca

 

 

As suas mãos podem apanhar o vírus nas superfícies em que toca. Ao tocar na cara sem lavar as mãos pode transferir os germes, que depois podem entrar no corpo e causar infeção.

 

 

5. Pratique a Etiqueta da Tosse e Higiene Respiratória

 

 

Tossir ou espirrar tapando com o cotovelo ou utilizar um pano para cobrir a boca pode ajudar a evitar a proliferação dos germes e vírus. Livre-se imediatamente dos lenços usados e lave imediatamente as mãos após a esposição a secreções respiratórias.

 

 

6. Abasteça

 

 

Apesar das autoridades da saúde não recomendarem o uso da máscara a não ser que esteja realmente doente ou em contacto direto com alguém infetado, será boa ideia abastecer outros utensílios para casa ou produtos de higiene que utilize com regularidade.

 

Idealmente, você deverá ter stock para pelo menos 30 dias, incluindo detergentes da roupa, sabão, fraldas e alimentos de dispensa.

 

 

7. Mantenha-se Actualizado Quanto ao Vírus e a sua Região

 

 

Procure estar devidamente informado acerca do estado do vírus, especialmente na região em que vive.

 

 

8. Procure um Médico Caso Necessite

 

 

Se não se sentir bem, o melhor é ficar em casa para evitar contaminar os outros. Se tiver outros efeitos mais sérios como tosse, febre e falta de ar, contacte de imediato o seu serviço de saúde para determinar os próximos passos.

 

 

 

Remédios Naturais?

 

 

Além das estratégias práticas que já falamos, podemos incorporar alguns remédios naturais que aumentam o sistema imunitário. Mas lembre-se, estes remédios não substituem os cuidados básicos de higiene, e deverá procurar cuidados hospitalares imediatamente caso experiencie algum sintoma.

 

 

1. Vitamina C e D3

 

 

A Vitamina C tem um papel importante na função imunitária e é uma ferramenta muito importante para aumentar as defesas contra o coronavírus.

 

A dose diária de Vitamina C para prevenção são 300 miligramas diárias, e para combater uma infeção são 1000 - 3000 miligramas diárias. As melhores fontes de Vitamina C são as frutas e vegetais, incluindo citrinos, tomates, pimentos e bagas.

 

A Vitamina D3 também é benéfica no aumento da imunidade e proteção de infeções. Uma deficiência deste importante micronutriente poderá aumentar o risco de infeção. As doses recomendadas variam entre 400 a 800 UI por dia, até o máximo de 5000 UI.

 

 

2. Raíz de Alcaçuz

 

 

A glicirizina, componente encontrado na raíz de alcaçuz, possui poderosas propriedades no combate aos vírus. Um estudo in vitro examinou as propriedades anti-virais de vários compostos, e mostrou que a glicirizina era a mais eficaz no bloqueio e replicação do SARS.

 

 

3. Xarope de Sabugueiro

 

 

Apesar do impacto do xarope de sabugueiro no COVID-19 ainda não ter sido estudado, este xarope já provou melhorar os sintomas da gripe em alguns casos clínicos. Por exemplo, um estudo em Israel mostrou que tomar xarope de sabugueiro quatro vezes ao dia durante cinco dias diminuia drasticamente a duração da gripe, em comparação com o placebo.

 

 

4. Alimentos Que Aumentam a Imunidade e
Ervas Que Auxiliam os Pulmões

 

 

Estes alimentos são normalmente amarelos ou brancos, e incluem:

 

- Canja de Galinha
- Alho
- Gengibre

 

Também é recomendado ter uma dieta rica em vegetais, vitamina C - frutas, mel de manuca, ervas, especiarias, e caldos. A melhor refeição para aumentar a imunidade, como já deve saber, é um bom caldo de galinha (adicione gengibre e alho à receita).

 

Nativo da Nova Zelândia, o mel de manuca é um tipo de mel que mostrou várias propriedades de cura. Estudos mostraram que contém propriedades anti-virais, o que faz com que seja muito bom para combater infeções como o coronavírus.

 

 

5. Óleo Essencial de Oregão

 

 

O óleo essencial de oregão já provou ser um excelente desinfetante para as superfícies, sendo ainda mais eficaz que o álcool.


voltar
NEWSLETTER  l  POLÍTICA DE PRIVACIDADE Copyright @ 2013 INOVAnet,lda. Todos os direitos reservados.